Continuando a linha de post sobre ter uma rede local mais segura, esse post aqui foge um pouco do escopo de rede local, pois acaba indo com você em todos os lugares.

Já sabemos que o celular é mais do que um meio de comunicação, hoje ele é o nosso banco, computador e até mesmo documento de identificação ou vacinação.

Obs.: Neste post, vou falar somente sobre o Android, que é o único aparelho que tive/tenho.

LineageOS

LineageOS é um sistema operacional baseado no Android, é open source e suporta muitos aparelhos. Ele já foi no passado o CyanogenMod.

Além de ser open source, outra vantagem dele é que você consegue atualizar mais rapidamente do que as imagens STOCK disponibilizadas pela empresa do celular. Por exemplo, meu atual celular é um modelo de 2015 e não mais recebe atualizações, mas com o lineageOS, eu consigo atualizar esse meu aparelho constantemente utilizando as versões night através da comunidade.

Outra vantagem aqui é que você consegue customizar e remover todos os softwares pré instalados pela empresa do celular, que geralmente já vem com centenas de softwares questionáveis quanto a privacidade e segurança. É possível até mesmo instalar versões do Google Apps minimalistas, sem todos os softwares já disponibilizados pelo Google.

E para aqueles que querem ter um celular mais privativo ainda, é possível nem instalar o Google Apps e utilizar uma opção que só contém softwares FOSS em seu catálogo, o F-DROID.

Brazil

O sistema bancário do Brasil convenhamos, é muito moderno. Temos várias fintechs nascendo, várias tecnologias empoderando financeiramente pessoas que estiveram na marginalização da sociedade, até mesmo o PIX criado pelo BC é muito bom!

Porém com toda essa desigualdade que existe no Brasil, somada com uma rápida pulverização tecnológica, é um cenário perfeito para um ambiente cyberpunk. Inclusive um dos criadores do RPG de mesa Cyberpunk2020 disse em um post no reddit que o Brasil é o lugar mais cyberpunk que ele já viu:

Amei Rio e SP. Tenho muitos amigos em ambas as cidades, mas isso não me blinda do fato de que são lugares perigosos. Me lembro da última vez em que estive no Rio, liguei a TV no noticiário local e vi que as gangues da favela estavam lutando contra a polícia militar com lança-foguetes. Não dá para ficar mais cyberpunk do que isso

É praticamente um cenário do filme Brasil ou se tivesse droids, Blade Runner.

E como muitos brasileiros, já fui assaltado e até mesmo agredido :S, mas passo bem obrigado.

Não somente por causa da violência, eu já tentei ficar sem um celulares moderno, mas não deu muito certo, essa experiência vale outro post em outro momento, tive que voltar para o smartphone. Então em minha paranoia diária, decidi não ter um celular muito caro, não sou muito ligado em jogos de celular só faço o básico mesmo, um aparelho que suporta-se o lineageOS e que tivesse 2 Gib de RAM já seria suficiente para mim.

Paralelamente, com o PIX o número de sequestros explodiram, intensificando para minha infelicidade a minha paranoia, decidi abrir mão desta facilidade em meu bolso e criei um celular banco, mas que só fica em casa. E aqui é que está o pulo do gato.

Com isto todos os aplicativos de bancos, investimentos, compras etc, ficam em casa e nunca saem comigo. No celular que eu uso de fato e que me acompanha por ai, só instalo o básico e o que preciso para o dia dia na rua, como por exemplo aplicativos de mapas, comunicação, email, navegador e afins.

Para melhorar a segurança deste aparelho que fica comigo, eu não tenho reset de senha de nenhuma coisa que possa me causar danos financeiros via SMS.

Não é ruim, não é bom, é que tenho